sobre_cpg_1.png

Empresas estão instaladas nas cidades de São José dos Pinhais, Fazenda Rio Grande e Ponta Grossa

 

Mais três indústrias do Paraná utilizarão o gás natural em seus processos produtivos. Os contratos fechados nesta semana pela Compagas permitirão o fornecimento do gás natural às empresas NGC do Brasil, Princesa do Lar e Metalúrgica DJ Princesa dos Campos.

 

A NGC do Brasil prevê iniciar o consumo de gás natural a partir de março de 2016. O uso do combustível será nas máquinas de rotomoldagem, no processo industrial. A empresa está em fase de construção em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba.

Ainda na RMC, em Fazenda Rio Grande, a empresa Princesa do Lar, indústria de artefatos têxteis, deve iniciar o uso do combustível canalizado no primeiro semestre do próximo ano em seu processo industrial, mais precisamente nas máquinas de tecelagem.

Na Metalúrgica DJ Princesa dos Campos, em Ponta Grossa, o gás natural será utilizado nas estufas de pintura. O início de consumo do combustível deve ocorrer ainda em 2015.

Com estes novos contratos, a Compagas passa a contar com mais de 155 indústrias que consomem o gás natural para os mais diversos fins industriais, como matéria-prima, para cogeração e geração de energia elétrica. Juntas, estas empresas consomem mais de 1,3 milhões de m³ diários de gás natural. Entre as vantagens do uso do combustível para o setor industrial estão os benefícios relevantes para o meio ambiente, pois sua queima produz baixa emissão de poluentes, já que a combustão é mais limpa e eficiente, além de ser uma fonte de energia segura, versátil e econômica. Como o gás natural não deixa resíduos, também há uma diminuição do custo operacional com manutenção de máquinas, transporte e armazenamento de combustível.