industrial1.png

Empresas instaladas nos municípios de Ponta Grossa, Curitiba e Pinhais somam um consumo de mais de 68,7 mil m³ por mês de gás natural

 

Em busca de economia e vantagens competitivas, as indústrias do Paraná, Brauns Bier, Águia Sistemas, Modelo Ferramentaria e Estamparia, Praxair e Bras-Onda, iniciaram o consumo de gás natural fornecido pela Compagas. As empresas instaladas nos municípios de Ponta Grossa, Curitiba e Pinhais serão atendidas pela rede de distribuição da Companhia e somam um consumo de mais de 68,7 mil m³ por mês do combustível canalizado.

Em Ponta Grossa, estão as empresas Brauns Bier e Águia Sistemas. A Brauns Bier é uma cervejaria artesanal e está localizada no Distrito Industrial Cyro Martins de Ponta Grossa. A microcervejaria tem capacidade instalada inicial de produção de 10 mil litros de cerveja por mês a partir de abril. O gás natural será utilizado no processo de produção da bebida.

A Águia Sistemas é uma indústria metalúrgica que oferece soluções customizadas para os segmentos de logística, movimentação e armazenagem de materiais, com amplo mix de produtos, tecnologias e serviços no Brasil e na América Latina. Na unidade fabril em Ponta Grossa, o gás natural será utilizado nos fornos de pintura das estruturas metálicas em substituição à biomassa e ao Gás Liquefeito de Petróleo (GLP). A empresa será atendida pela rede construída no projeto de expansão da Companhia que integrou o município a Carambeí e Castro.

No município de Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC), a indústria Praxair Surface Technologies do Brasil, que oferece serviços  de  recuperação  de  cilindros  e  acessórios, fabricação e  beneficiamento  de  peças  com  aplicação  de  ligas metálicas e de alta resistência  e  tratamento  de  superfícies  de peças, hastes e componentes para indústria em geral, fará o consumo do gás natural com o objetivo de controlar a temperatura do interior de cabine de aplicação de produtos no processo e também em fornos de cura de peças. A indústria será atendida pela rede construída pela Compagas no projeto Nordeste RMC que interligou os municípios de Pinhais, Campina Grande do Sul, Colombo e Quatro Barras.

Na Cidade Industrial de Curitiba, as indústrias Modelo Ferramentaria e Estamparia e Bras-Onda também iniciaram o consumo de gás natural. A Modelo é uma indústria metal-mecânica, prestadora de serviços na área de corte a laser e conformação de chapas metálicas. O gás será utilizado no setor de pintura a pó, tanto para aquecimento das estufas, quanto dos banhos que são utilizados para o tratamento superficial com fosfato tricatiônico. Na Bras-Onda, especializada no atendimento na demanda de embalagens em papelão ondulado para os mais diversos segmentos do mercado também terá o combustível para o processo produtivo.

Com estes novos consumidores, a Compagas passa a contar com 170 indústrias que consomem o gás natural para os mais diversos fins industriais, como matéria-prima, para cogeração e geração de energia elétrica. Juntas, estas empresas consomem cerca de 1,3 milhões de m³ diários de gás natural. Entre as vantagens do uso do combustível para o setor industrial estão os benefícios relevantes para o meio ambiente, pois sua queima produz baixa emissão de poluentes, já que a combustão é mais limpa e eficiente, além de ser uma fonte de energia segura, versátil e econômica. Como o gás natural não deixa resíduos, também há uma diminuição do custo operacional com manutenção de máquinas, transporte e armazenamento de combustível.