sobre_cpg_1.png

Próxima etapa envolve negociação das propostas entre os ofertantes e as distribuidoras individualmente

A segunda etapa da Chamada Pública para aquisição de gás natural, realizada por cinco concessionárias que atuam nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste e que são atendidas pelo GASBOL, foi concluída na última semana. Nesta etapa, as distribuidoras realizaram análises comparativas das propostas recebidas, considerando critérios quantitativos e qualitativos e que resultaram na definição dos ofertantes selecionados para seguir à terceira etapa, que envolve a negociação.

Os supridores selecionados para seguir à terceira etapa da Chamada Pública são Petrobras (Petróleo Brasileiro S.A.), Shell (Shell Brasil Petróleo Ltda.), Total (Total Gas & Power Business Services) e YPFB (Yacimientos Petrolíferos Fiscales Bolivianos).

 

A etapa de negociações será realizada por cada concessionária de forma individual com os respectivos players selecionados, já que a chamada é coordenada pelas distribuidoras, mas os contratos são individuais e baseados nas necessidades de cada mercado atendido pelas companhias. A chamada pública e seus editais estão disponibilizados nos sites de cada distribuidora.

 

Esse é um importante marco na indústria do gás natural do Brasil. “A Chamada Pública é uma ação estratégica que visa assegurar o abastecimento e buscar condições de mercado mais competitivas às distribuidoras. Também consideramos uma excelente oportunidade para a entrada de novos players no setor", revela o diretor-presidente da Compagas, Rafael Lamastra.

 

Independentemente do resultado final, as concessionárias que capitanearam o processo, que teve início em 10 de agosto de 2018 com a publicação do edital de chamamento, já o consideram um grande sucesso.

 

Chamada Pública

 

Composta pelas empresas COMPAGAS (Companhia Paranaense de Gás), GasBrasiliano (Gas Brasiliano Distribuidora), MSGÁS (Companhia de Gás do Estado de Mato Grosso do Sul), SCGÁS (Companhia de Gás de Santa Catarina) e SULGÁS (Companhia de Gás do Estado do Rio Grande do Sul), a Chamada Pública Coordenada, com volume total de aquisição de aproximadamente 10 milhões de m3/dia, visa encontrar novos agentes interessados na oferta do gás natural que atendam as expectativas do mercado.

 

Com o início do suprimento podendo ocorrer a partir de 2020, a iniciativa foi tomada após a elaboração de estudos específicos que indicaram a oportunidade de formatação conjunta de um edital e termo de referência para este fim. Juntas, as cinco distribuidoras atendem mais de 134 mil consumidores de gás natural e possuem mais de 4,4 mil quilômetros de redes de distribuição em 161 municípios.

 

A primeira etapa da Chamada Pública surpreendeu positivamente as distribuidoras com o recebimento de 51 propostas de 15 empresas diferentes, dentre eles relevantes players da indústria do gás mundial, supridores de renováveis, produtores locais de gás de síntese, supridores de GNL de pequena escala e produtores locais.

 

Sítios eletrônicos das empresas participantes:

 

SULGÁS: sulgas.rs.gov.br