sobre_gn_1.png

Veja os cuidados necessários para manter a segurança.

Os meses mais frios do ano requerem cuidados especiais quando o assunto é segurança. Isso porque, nesta época, o uso dos aparelhos a gás é maior – afinal, nada melhor do que tomar um banho quente para se aquecer - e para manter o calor nos ambientes, é normal deixar portas e janelas fechadas por mais tempo. E locais mal ventilados se tornam o cenário ideal para o acúmulo de um gás tóxico: o monóxido de carbono (CO).

Sem cheiro nem cor, este gás é de difícil percepção e sua inalação pode ser fatal. Para alertar a população sobre a segurança e os cuidados com os aparelhos a gás, a Compagas (Companhia Paranaense de Gás) lançou uma campanha para reforçar a importância da ventilação dos ambientes e da revisão destes aparelhos. “Para evitar acidentes com o monóxido de carbono, é necessário cuidado especial com a ventilação permanente dos ambientes e com a instalação dos aparelhos a gás, principalmente dos aquecedores, conforme as normas técnicas de segurança. Os aquecedores a gás precisam estar instalados em uma área ventilada, e devem ser mantidos em bom estado de conservação. Outro ponto importante é a revisão periódica que deve ser realizada a cada 12 meses, ou conforme orientações do fabricante de cada aparelho”, destaca Mauro Melara, Gerente Comercial da Compagas.

Principalmente nesta época, com a pandemia da COVID-19, que estamos com a família por muito mais tempo em casa, é essencial manter os ambientes ventilados e ficar atento ao funcionamento dos aparelhos a gás. Em caso de qualquer defeito ou mau funcionamento é indispensável a verificação por uma assistência técnica autorizada. Também é importante conferir a instalação dos aparelhos para que estejam de acordo com as normas técnicas. “Os requisitos técnicos necessários nos locais de instalação constam nas normas técnicas da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas). Por isso, é importante que a assistência técnica seja tecnicamente habilitada e conheça os termos da norma”, pontua.

A Compagas disponibiliza uma lista de empresas credenciadas para a prestação dos serviços de manutenção dos aparelhos a gás. Consulte em http://compagas.com.br/index.php/residencial/assistencia-tecnica

 

Acúmulo de monóxido de carbono

Os sistemas de exaustão mal instalados e/ou que apresentem vazamentos, aliados à condição de ambientes mal ventilados podem levar ao acúmulo do monóxido de carbono, que é um gás tóxico. “A exaustão é prioridade nesses casos, uma vez que os acidentes podem ser fatais em residências”, alerta Melara.

A manutenção preventiva é exigida, fundamentalmente, a cada 12 meses, ou de acordo com as recomendações do fabricante.

 

Cores da chama

Outro local de importante atenção da casa é a cozinha. Logo, alguns sinais no fogão podem indicar que nem tudo está correndo bem no funcionamento do aparelho. “A chama dos aparelhos deve ser de cor azul”, diz. “Se houver outra coloração (amarela, alaranjada ou roxa), o aparelho pode estar funcionando de forma defeituosa e, certamente, de forma ineficiente, consumindo mais gás do que o normal. Neste caso, um profissional tecnicamente habilitado deve ser chamado imediatamente”.

 

Olho no aquecedor

Por ser o aparelho que mais consome gás em toda a casa, o aquecedor de água merece especial de atenção. Os dutos das chaminés devem estar sempre desobstruídos, sem sinal de amassamento e, claro, instalados de forma regulamentada como já mencionado. Fique de olho! Se houver manchas escuras no aparelho, isso pode significar retorno do efluente ou, até mesmo, vazamento no duto.

 

Faça diferente e reduza seu consumo!

Com as temperaturas mais baixas é necessária mais energia para aquecer a água e, com isso, é normal que o consumo de gás seja maior nos meses mais frios do ano. Por isso, repense seus hábitos e adote ações mais conscientes:

  • Reduza o tempo no banho: a cada 15 minutos você consome quase 1 m³ de gás natural e cerca de 70 litros de água;
  • Ajuste a temperatura no aquecedor para evitar abrir o registro de água fria. Uma temperatura entre 38º e 42º é suficiente para esquentar a água;
  • A cozinha também é local de economia. Cozinhe com as panelas tampadas e ao usar o forno, evite abrir e fechar a porta com frequência.
  • Garanta a manutenção dos seus aparelhos a gás. Assim é possível garantir mais eficiência, segurança e economia na utilização.

 

Utilizamos cookies para melhorar o desempenho do nosso site e oferecer uma experiência de navegação mais personalizada. Se você continuar a navegar neste site ou fechar esta mensagem sem modificar as definições do seu navegador, os cookies continuarão ativos. Saiba mais sobre cookies e como alterar as configurações do seu computador, acessando nosso Termo de Privacidade.