sobre_cpg_1.png

Notícias

Sem alterar o sabor, fornos a gás natural apresentam maior eficiência térmica e geram economia aos estabelecimentos

 

(Curitiba, abril de 2016) Democrática, no restaurante ou no delivery, a pizza é sinônimo de confraternização. Um dos pratos mais vendidos no mundo ocidental dá origem também a um dos mercados mais competitivos. E esse mercado cresce na mesma medida em que aumenta a concorrência, assim, o empresário do setor precisa ficar atento às demandas do segmento. Trocar o tradicional forno a lenha pelo gás natural tem sido a opção de empresários curitibanos para ganhar competitividade.

Ao longo de 2016, o investimento será de mais de R$ 3,4 milhões

 

(Curitiba, abril de 2016) A Companhia Paranaense de Gás (Compagas) iniciou nesta semana as obras da linha tronco da rede de distribuição de gás natural que irá atender o segmento residencial em Ponta Grossa. Ao longo de 2016, o investimento da Compagas nesse projeto será de mais de R$ 3,4 milhões. O investimento nessa expansão será de aproximadamente R$ 5 milhões para a construção total de 7 km de rede, até 2017.

Ofir e Stival iniciaram o consumo do combustível na segunda quinzena de março

 

A Compagas ligou, na segunda quinzena do mês de março, mais duas indústrias com o gás natural. As empresas são do segmento alimentício e estão instaladas na Região Metropolitana de Curitiba (RMC).

Fornecimento de gás natural está previsto para iniciar em 30 dias

 

O Mercado das Massas é o novo cliente do segmento comercial da Compagas. O estabelecimento, recém-inaugurado no bairro Ecoville, em Curitiba, fará uso do gás natural, em um prazo estimado de 30 dias, para a cocção de alimentos. O local é especializado em massas frescas e congeladas e conta ainda com conservas, queijos, embutidos, vinhos, espumantes e cervejas artesanais.

Compagas iniciará fornecimento em um prazo de 120 dias

 

Nesta semana, a Compagas fechou contrato com um novo estabelecimento comercial. A Altas Horas Pizzaria, instalada no bairro Bigorrilho, em Curitiba, fará uso de gás natural para cocção de alimentos, no fogão. A Compagas prevê iniciar o fornecimento do combustível em um prazo de 120 dias, prazo este para a execução das obras do ramal da rede de distribuição para ligação do estabelecimento.