sobre_cpg_1.png

Notícias

Cerca de 30 pessoas participaram das palestras sobre processos de segurança e conversão de aquecedores

 

Cerca de 30 pessoas, entre técnicos da Compagas e de empresas terceirizadas da companhia participaram de um treinamento realizado por profissionais da Komeco, na última sexta-feira, dia 04/12, no Espaço Compagas, em Curitiba. Durante todo o dia, os técnicos que realizam atividades diretamente nas residências puderam conhecer melhor os processos de instalação, conversão e manutenção dos aquecedores e especificações dos equipamentos da marca.

Empresas estão instaladas nas cidades de São José dos Pinhais, Fazenda Rio Grande e Ponta Grossa

 

Mais três indústrias do Paraná utilizarão o gás natural em seus processos produtivos. Os contratos fechados nesta semana pela Compagas permitirão o fornecimento do gás natural às empresas NGC do Brasil, Princesa do Lar e Metalúrgica DJ Princesa dos Campos.

Gás natural será utilizado para cocção e aquecimento

 

O Country Garden Residence fechou contrato com a Compagas nesta semana e o gás natural será utilizado para cocção em todas as unidades domiciliares e no sistema de aquecimento central. O condomínio conta com 38 apartamentos e está localizado no bairro Cabral, em Curitiba.

(Curitiba, dezembro de 2015) Nesta sexta-feira (04), a Compagas sediou uma reunião entre profissionais da companhia e da CIBiogás para um workshop de discussão das práticas de biogás e biometano. O encontro proporcionou a troca de experiências dos profissionais da Compagas que têm amplo conhecimento das técnicas de construção e operação de redes de gás, com os representantes da CIBiogás, que apresentaram o desenvolvimento de projetos relacionados às energias renováveis, incluindo a produção de biogás. “O objetivo foi entender melhor estes processos e como é a operação do biogás na Região Oeste do Paraná para que possamos avaliar a aplicação deste gás à nossa realidade”, ressaltou o diretor técnico-comercial da Compagas, José Roberto Gomes Paes Leme.

Economia é calculada pelo custo por quilômetro rodado na comparação com gasolina e etanol;ante o etanol, GNV é 50%  mais econômico em 12 dos 19 estados que compõe o estudo

O Gás Natural Veicular (GNV) ficou ainda mais competitivo após os reajustes de preços da gasolina e etanol ao longo dos últimos meses. Estudo realizado em novembro pela Abegás (Associação Brasileira das Empresas Distribuidoras de Gás Canalizado) aponta que, na comparação com etanol e gasolina, o GNV é uma opção 50% mais econômica em seis dos 19 estados brasileiros que compõem a análise: São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Pernambuco, Sergipe e Amazonas.