residencial2.png

Notícias

De janeiro a junho, 46 edifícios passaram a utilizar o combustível fornecido pela Compagas

O número de empreendimentos residenciais com gás natural cresceu 7,12% no primeiro semestre do ano em relação ao ano passado. Segundo a Compagas, de janeiro a junho deste ano, 46 prédios da capital paranaense passaram a utilizar o gás natural, somando 1.746 novos domicílios atendidos. Ao todo, são 692 edifícios que já utilizam o sistema, totalizando mais de 32,9 mil apartamentos que utilizam o combustível para as atividades de cocção de alimentos, aquecimento de água e uso em churrasqueiras.

Instituto Paranaense de Cegos, Buffalo’s Steak House, Panificadora Papo de Anjo, Restaurante Shin Miura Curitiba e Bar Aos Democratas utilizarão gás natural

 

A Compagas fechou cinco novos contratos com estabelecimentos comerciais na última semana de junho. Somados, os contratos representam um fornecimento de mais de 1.200 m³ de gás natural por mês ao setor. Todos os novos clientes estão instalados em bairros da capital paranaense.

O Lounge Compagas prima por elementos naturais e emprega o combustível na composição do projeto de decoração e no aquecimento do ambiente

 

(Curitiba, junho de 2016) A Companhia Paranaense de Gás (Compagas) participa da Casa Cor Paraná 2016 e o gás natural é a atração principal do espaço assinado pela empresa no evento, o Lounge Compagas, que será o local de eventos da mostra paranaense. O espaço exclusivo é criação do arquiteto e paisagista Wolfgang Schlögel, que utiliza materiais naturais, como plantas de grande porte, pedras e revestimento em piaçava, geralmente utilizados em ambientes externos, em uma área coberta com 250 m² e pé-direto de sete metros.

Hospital Angelina Caron fará uso do gás natural em fogões, aquecedores e em sua lavanderia em um prazo de 180 dias

                                                                                                                     

Junho foi marcado para a Compagas como o mês de assinatura de contrato com o primeiro cliente comercial do município de Campina Grande do Sul. O Hospital Angelina Caron, referência em transplantes e responsável pelo maior volume de cirurgias cardíacas do Paraná, fará uso do gás natural para cocção de alimentos (nos fogões) e também para aquecimento de água e em todos os serviços de sua lavanderia.

Manutenção correta dos aparelhos é a melhor forma de evitar acidentes com monóxido de carbono

 

(Curitiba, junho de 2016) A chegada do inverno e a consequente queda nas temperaturas faz com que as pessoas permaneçam mais tempo em lugares fechados, por isso, quem tem aparelhos a gás em casa deve redobrar a atenção. Ambientes mal ventilados são o cenário ideal para o surgimento de um gás tóxico: o monóxido de carbono. Por não ter cor e nem cheiro, esse gás é de difícil percepção e a sua inalação pode ser fatal.