sobre_gn_1.png

Notícias

Propostas devem ser cadastradas no site da Companhia até 31 de outubro.

A Compagas (Companhia Paranaense de Gás) apoia projetos socioeconômicos por meio de Leis de Incentivo Fiscal como forma de contribuir para a melhoria e o desenvolvimento das comunidades em que atua. Os projetos que buscam por patrocínio incentivado devem ser cadastrados no site da Companhia até o dia 31 de outubro.

A Chamada Pública Coordenada das Distribuidoras de Gás Canalizado do Sul, Sudeste e Centro Oeste – “Chamada Pública” se encerra, à medida em que a última concessionária participante do processo assinou recentemente seu contrato de suprimento.

A ação, que contou com a participação das Distribuidoras MSGÁS (Companhia de Gás do Estado de Mato Grosso do Sul), GasBrasiliano Distribuidora (Companhia que atua no noroeste de São Paulo), COMPAGÁS (Companhia Paranaense de Gás), SCGÁS (Companhia de Gás de Santa Catarina) e a SULGÁS (Companhia de Gás do Estado do Rio Grande do Sul) – “Distribuidoras”, iniciou-se em agosto de 2018 e teve por objetivo agregar escala e comunicar aos potenciais supridores as formas de contratação que melhor refletem as necessidades e características específicas dos mercados locais dessas distribuidoras, que em conjunto distribuem 9 milhões de m³ de gás diariamente e representam 15% do mercado de distribuição gás no Brasil.

A Chamada Pública permitiu às Distribuidoras estreitar o relacionamento com diversos agentes da cadeia, demonstrando o mercado local e estimulando a participação de potenciais supridores por meio de um processo público e competitivo.

Diretor-presidente da Compagas, Rafael Lamastra Jr., que assumiu presidência do Conselho de Administração da Abegás, defende a ampliação e o estímulo ao setor de gás natural no país

 

A Compagas (Companhia Paranaense de Gás) anuncia a redução na tarifa do gás natural canalizado no Paraná. Na média, os valores das tarifas foram reduzidos em 11,27%.

 

O setor industrial, que responde por mais de 85% do volume distribuído pela Companhia, conta com uma redução média na tarifa de 11,41%; e o Gás Natural Veicular (GNV) terá uma queda de 13,29%. “A redução das tarifas do gás natural é fruto de um trabalho que vemos como medida fundamental para fomentar a retomada das atividades econômicas no Estado do Paraná, em especial das indústrias paranaenses e dos consumidores finais, como é o caso dos frotistas e motoristas de táxis e aplicativos que utilizam o gás natural no seu dia a dia”, afirma Rafael Lamastra Jr., diretor-presidente da Compagas.

 

A redução na tarifa atinge também os clientes do mercado urbano. Para o comércio, a redução média é de 8,32%, e para o residencial, o desconto pode chegar a 7,15%.

Durante encontro do Conselho Temático de Infraestrutura-MPP, presidente da Companhia traçou metas do setor: ampliação da rede de transporte, maior número de supridores e redução no preço do gás natural

 

“Enquanto paranaenses, devemos ter consciência que a privatização da Compagas é o que garantirá melhor oferta de preços à população e à indústria”. Com essa fala, o diretor-presidente da Compagas (Companhia Paranaense de Gás), Rafael Lamastra Jr., sintetizou o norte da distribuidora de gás canalizado para os próximos meses. Durante reunião virtual do Conselho Temático de Infraestrutura-MPP - do Movimento Pró-Paraná - nesta terça-feira (28), o executivo, que também é vice-presidente do Conselho de Administração da Abegás (Associação Brasileira das Empresas Distribuidoras de Gás Canalizado), traçou um cenário otimista para o gás natural no Paraná: em 2020, a previsão é de equilíbrio das contas da Companhia, já focando no processo de desestatização.

Compartilhar