sobre_gn_1.png

Notícias

Gás natural será utilizado em mais de 150 unidades domiciliares

Mais dois edifícios de Curitiba fecharam contratos com a Compagas. Os edifícios Terrasse Ecoville e Champagnat Silver utilizarão o gás natural para a cocção de alimentos e em alguns apartamentos também para o aquecimento e em lareiras. No total serão mais de 150 unidades domiciliares com o combustível. Os empreendimentos estão localizados nos bairros Bigorrilho e Mossunguê da capital.

Conclusão das obras da rede está prevista para o primeiro semestre de 2016, mas o fornecimento imediato será viabilizado pelo sistema de gás natural comprimido (GNC)

(Curitiba, novembro de 2015) A Companhia Paranaense de Gás (Compagas) deu início ao fornecimento de gás natural as empresas Cargill e Evonik, em Castro. Mesmo que a conclusão da rede de distribuição de gás natural para atendimento aos municípios de Carambeí e Castro tenha um cronograma com finalização prevista para o primeiro semestre de 2016, as empresas estão sendo abastecidas, de imediato, através do Gás Natural Comprimido (GNC) transportado pela Neogás. Após a finalização total das obras e obtenção das licenças necessárias para operação da Compagas, as indústrias serão interligadas à rede de distribuição de gás natural.

Gás natural será utilizado para cocção e aquecimento nos condomínios

Os Edifícios Hebe Lagos e Lago Itabirá fecharam contrato com a Compagas. No total, serão mais 20 apartamentos utilizarão o gás natural. Os condomínios estão localizados nos bairros Batel e Vila Izabel, respectivamente, em Curitiba.

Hoteis Ibis Budget Curitiba e Aeroporto, Novotel Curitiba Batel e La Pasta Casa de Massas serão os novos consumidores de gás natural



Mais três hotéis e uma casa de massas entraram nesta semana para o rol de clientes do segmento comercial da Compagas. Dois hotéis são da rede IBIS Budget: um no Centro de Curitiba e o outro em São José dos Pinhais, próximo ao Aeroporto Internacional Afonso Pena. Os dois estabelecimentos contarão com o gás natural na central de aquecimento e a previsão é de início de consumo a partir de 2016. O terceiro hotel que fechou contrato nesta semana é o Novotel Curitiba Batel. O novo cliente utilizará o combustível canalizado também a partir do próximo ano na central de aquecimento.


A La Pasta Casa de Massas, que também já assinou o contrato, está instalada no bairro Mossunguê e o gás natural será utilizado para a cocção de alimentos. O início de consumo do combustível deve acontecer no próximo mês.

No Paraná, Gás Natural Veicular rende quase 50% mais que os combustíveis líquidos



(Curitiba, novembro de 2015) Com o atual preço dos combustíveis líquidos no Paraná, o Gás Natural Veicular (GNV) se consolida como um combustível ainda mais vantajoso para os motoristas que circulam no estado. Para quem roda mais de 100 km por dia, e uma média de 2.500 km por mês, com o GNV a economia mensal no gasto com o combustível pode chegar a R$ 376 na comparação com a gasolina e a R$ 368 com o etanol, ou seja, uma economia de 46%. Os dados estão no último levantamento realizado pela Companhia Paranaense de Gás (Compagas), considerando os preços médios de combustíveis praticados no Paraná pesquisados pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), e também divulgados, em outubro, pela Associação Brasileira das Empresas Distribuidoras de Gás Canalizado (Abegás).

Compartilhar