industrial2.png

Notícias

Com recorde de vendas no segmento a Companhia atingiu a marca de 600 prédios com o gás natural no Estado

 

(Curitiba, agosto de 2015) Depois de bater recorde por dois meses seguidos no consumo de gás natural para o segmento residencial, a Companhia Paranaense de Gás (Compagas) participa da Feira de Imóveis do Paraná 2015 para apresentar todos os benefícios do combustível para prédios e condomínios. Profissionais da companhia estarão no evento à disposição para tirar dúvidas sobre o atendimento ao setor e divulgar a segurança, o conforto e a praticidade proporcionados pelo uso do gás natural em casa. Em sua 24ª edição, a Feira de Imóveis do Paraná será realizada entre os dias 26 e 30 de agosto, no Expo Renault Barigui, pavilhão de exposições do Parque Barigui, em Curitiba. A entrada é gratuita mediante cadastro no local.

Club Noir, Mac Pão e Mercadoteca utilizarão o gás natural para cocção de alimentos

 

A Compagas conquistou mais três clientes comerciais, são eles: o Club Noir, o Mac Pão e a Mercadoteca. Os estabelecimentos estão instalados na capital paranaense.

Recém-inaugurado no bairro Batel, o Club Noir Diner & Music, dispõe de um espaço para eventos e um restaurante contemporâneo de alta gastronomia. No local, o gás natural é utilizado para a cocção de alimentos.

A panificadora Mac Pão, também instalada no bairro Batel, iniciará o consumo de gás natural para a produção dos alimentos em um prazo de até 120 dias.

No mesmo período, a Mercadoteca também iniciará o consumo do combustível canalizado para cocção. O espaço gastronômico, localizado no Mossunguê, próximo ao Parque Barigui, será inaugurado em outubro e oferecerá aos clientes uma estrutura diferenciada para compras, alimentação e lazer.

Evento reuniu cerca de 350 garçons e garçonetes da capital paranaense

 

No dia 11 de agosto foi o dia do garçom e para comemorar a data, foi realizada nesta segunda-feira, dia 17, a 13ª edição da tradicional Corrida dos Garçons em Santa Felicidade. A Compagas ffoi uma das empresas patrocinadoras do evento.

Santa Felicidade é uma região que concentra um grande número de restaurantes consumidores de gás natural. Para a companhia, apoiar o evento significa proporcionar maior visibilidade a marca e aproximar-se de um importante pólo consumidor do combustível canalizado além de prestigiar os profissionais que se dedicam a servir os clientes.

Confira algumas fotos do evento em nossa página do Facebook.

No total serão mais 334 apartamentos com o gás natural

 

Na última semana, a Compagas fechou contrato com mais quatro empreendimentos residenciais. Os condomínios Dona Búnia, Raposo Tavares, Le Jardin Residencial e Lujan estão localizados nos bairros Batel, Água Verde e Portão, todos na capital paranaense. No total, serão mais 334 unidades domiciliares que passarão a contar com o gás natural para fins de cocção e aquecimento. Os empreendimentos ainda contarão com o combustível nas áreas comuns do condomínio, em áreas como salão de festa, salão gourmet, churrasqueira e para aquecimento da piscina.

A Compagas registrou aumento de 4,65% no volume de vendas para o segmento residencial em relação ao mês de junho e superou a marca de 600 prédios com o gás natural no Estado

 

(Curitiba, agosto de 2015) O consumo de gás natural pelo segmento residencial bateu novo recorde no Paraná. De acordo com a Companhia Paranaense de Gás (Compagas), no mês de julho, o volume de vendas do combustível para residências ultrapassou a marca de 23,7 mil m³/dia, um crescimento de 4,65% em relação ao mês de junho, quando a companhia já tinha registrado um aumento considerável no consumo do segmento. Levando em conta o volume de gás natural acumulado nos sete meses de 2015, o consumo residencial foi 19,5% maior do que no mesmo período do ano passado, o que corresponde a uma média de 17.060 m³/dia.

No mês de julho, a Compagas também superou a marca de 600 prédios com o gás natural no Paraná, alcançando um total de 603 edifícios e 28.855 apartamentos com o combustível canalizado. As vantagens oferecidas pelo gás natural em relação a outros combustíveis estão entre as principais causas para o aumento no consumo e de empreendimentos ligados.

Compartilhar